• Pauline Santos

Maternidade, da escuridão à plenitude!

Atualizado: Jan 13

A história de uma mulher e do Ser que a ensinou a viver.

Fotografia captada pelo fotógrafo Jorge Figueiral


Há 10 anos atrás eu preparava-me para ser mãe. Estava encantada por sentir um bebé a crescer dentro de mim e nunca me passou pela cabeça que Eu iria crescer tanto com o meu filho, tanto até encontrar a minha plenitude.

Após uma gravidez tranquila chegou o dia tão esperado, o dia do parto, o dia em que eu iria segurar nos braços o meu bebé. Nasceu o Simão e, com ele, eu renasci!

Os primeiros tempos foram de plena contemplação pelo ser maravilhoso que tinha chegado, que tinha saído de mim e era fruto do amor entre duas pessoas, eu e o meu marido, porém também foram tempos de grandes desafios, superação e integração de muita coisa nova.


Internamente uma sensação de que tinha que dar o melhor de mim ao meu bebé ao mesmo tempo que me tentava encontrar no meio de tanta informação. As consultas, o peso, a amamentação, a higiene, o sono e tanto mais para processar dentro de mim.

A pouco e pouco tudo foi ficando mais tranquilo mas por altura do quinto mês de vida do Simão comecei a sentir-me de uma forma muito diferente, que rotulei como sendo estranha.


Uma sensação que foi mudando a minha forma de estar...

Apesar da minha alegria e felicidade por poder estar a desfrutar da maternidade, comecei a sentir uma grande ansiedade e de um momento para o outro o medo que sentia dentro de mim era referente a quase tudo e chegava sem motivo aparente.

Comecei a ter medo de estar em casa sozinha com o bebé, de conduzir, das trovoadas e de tantas outras coisas habituais e que fazem parte das nossas rotinas diárias. Tudo, na minha vida, passou a ser um grande desafio interior e o meu coração batia, batia com tanta força e tão rápido que parecia que estava sempre em treino físico.

Com estes episódios e sensações vieram as idas de urgência para o hospital umas atrás das outras.


O meu corpo paralisava sem aviso e, depois de algumas consultas, descobri o nome do que me estava a acontecer: ataques de pânico. Acontecia de forma súbita, em qualquer lugar e eu não percebia nada o que estava a acontecer. Quem era eu naqueles momentos? Para onde ia?

De repente vinha ter comigo um enorme medo de morrer e não ver o Simão a crescer, um medo que consumiu a minha energia e o meu corpo que começou a ficar cada vez mais fraco.


Quem me amava dava-me o seu melhor mas eu sentia-me "perdida".

Os médicos receitavam medicamentos que tomei durante pouco tempo porque dentro de mim, aquele o tratamento não fazia sentido.

A cada gestão de fármacos, sentia que ficava mais "adormecida" e precisava de "acordar”, sentia de forma muito clara que precisava de outro caminho, porém, não sabia o qual.


Por esta altura e sem ver nenhuma luz ao fundo do túnel, uma pessoa muito querida, que me conhecia bem por ser da família deu-me a conhecer um novo caminho, a meditação. Encontrei na meditação a minha medicação!

Aos poucos fui mergulhando cada vez mais fundo dentro de mim e fui-me reconectando e sentindo cada vez melhor! Em pouco tempo os ataques de pânico desapareceram e eu sentia-me melhor do que alguma vez tinha sentido, mesmo antes deles terem iniciado.


O renascimento...

Internamente senti que tinha nascido uma nova mulher e tudo à minha volta tinha um brilho especial, aquele que sinto hoje como o verdadeiro brilho da vida! Dentro de mim eu repetia uma frase "Vou viver a vida em pleno, vou libertar a minha essência, vou ser eu!"

Os meus medos transformaram-se em força, coragem e determinação para seguir o caminho que faz sentido ao meu coração e viver o meu mundo de mulher e mãe tornou-se tão mais pleno!

Por isso, agradeço à vida por ter passado por uma das fases mais "escuras" da minha história porque isso transformou todo o meu caminho, agradeço com todo o meu coração a todas as pessoas que me deram a mão e agradeço ao meu filho por me ter escolhido para sua mãe!

E, desta forma, renasci após o nascimento do meu primeiro filho, o Simão que me fez percorrer um caminho maravilhoso, do medo profundo à vida mais plena!



Hoje faço um convite a quem me lê.

Hoje convido-te a olhares para dentro de ti verdadeiramente e digo-te: Confia na vida! Confia em ti! E mesmo na escuridão aprecia o brilho das estrelas a iluminar a noite escura! Segue o caminho que faz vibrar o teu coração! Segue o caminho que te faz sentir PLENA!


Um abraço pleno de AMOR.



Pauline Santos

Mamã Plena




0 visualização

Doula na Gravidez, Parto e Pós-Parto

Yoga, Dança, Canto e Massagem na Gravidez, com Bebés e Crianças, Babywearing

Tlm. +351 913 632 797

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

 Criado com amor ♡ Mamã Plena © 2020 . Política de Privacidade e Proteção de Dados.